quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Retrospectiva 2009

Vão se passando os dias, os meses… Um ano. Sessenta e oito posts, escritos durante um ano. Cada texto depositado aqui neste blog representa um riso meu, uma lágrima, uma dúvida. Nem todos são textos autobiográficos, porém cada um deles foi produto de momentos de busca em mim mesma, busca por sensibilidade, sentimento, magia. Posso não ter conseguido o que pretendia, não ter cumprido todas as resoluções que fiz no fim do ano passado, mas acredito que foi suficiente para mostrar uma parte de mim.

Durante os meses, tivemos contos, casos, desabafos, pensamentos pintados quase exatamente como pude visualizá-los na tela da minha imaginação. Em janeiro, publiquei dois dos contos, escritos por mim, de que mais gosto: Café e Biscoitos. Até mesmo o modo como se completam faz deles únicos e especiais.

Então veio fevereiro, com o tradicional texto sobre o Carnaval de Recife e, para quebrar um pouco o bairrismo, publiquei o Baile de Máscaras, que falou de blogs e carnaval, num texto que me divertiu muito escrever. Falou um pouco das minhas experiências no mundo dos blogs, das amizades, das máscaras.

Para quem gosta (e sempre espera encontrar aqui, mas é um pouco raro) de textos autobiográficos, publiquei em março o Compre um Gato. Não é um grande texto, mas há quem ria com o mau humor alheio. Abril veio o com conto Janela, cuja imagem eu mesma editei para falar um pouco mais dele. Às vezes, palavras demais são desnecessárias.

Um dos textos que mais me emocionou, até mesmo pelos comentários que teve — um em especial —, foi o texto Lembranças, de maio. Consigo ler cem vezes e me emocionar em cada uma delas. Já comecei a escrevê-lo debulhada em lágrimas.

Junho é o mês do meu aniversário. Por este motivo, escrevi o texto Uma vela apagada, que fala um pouco do que este dia significa para mim. E do que importa realmente. Em julho, publiquei um dos textos mais comentados do blog: Apenas palavras. Alguns falaram na poesia de cada frase, outros da música que conseguia ouvir. Fiquei muito feliz e lisonjeada com cada homenagem feita nos comentários. Um dos posts mais inesquecíveis.

Havia começado uma série de contos com a mesma personagem e acabei escrevendo, em agosto, o conto Flores, considerado por muitos um dos mais delicados. Depois, no mesmo mês, publiquei um divertido texto sobre meu talentoso Willy: o Poliglota.

Em setembro, mês de textos bem humorados, eu acabei por escrever a história verídica No meio do caminho tinha um galo, em que conto uma das divertidas passagens da minha infância, na casa em que morava. Já em outubro, escrevi bem pouco e publiquei um conto antigo, longo e todo dialogado: Ao telefone. Fiz também uma pequena homenagem, no texto O Pequeno.

Ano acabando, inspiração também… Novembro foi um mês de poucas postagens, assim como outubro. Notas de Adeus, conto não autobiográfico, chegou como um bálsamo, como que para salvar dois meses quase nulos.

Dezembro veio com aquele gosto inconfundível de fim de ano. O texto Pela Janela é meio melancólico, mas delicado e sincero, exatamente como me sentia quando o escrevi. Depois veio o Sempre em Frente, para encerrar o ano de cabeça erguida.

Valeu a pena cada palavra.


"São apenas palavras. Textos. Versos. Tudo o que eu tenho. Parte de mim, do meu ano, da minha cidade, dos meus amigos. Sim, é bom lembrar. Porque ainda há coisas boas a serem guardadas."

trecho do final da retrospectiva 2008


Imagem por: stock.xchng

8 comentários:

Luciano A. Santos disse...

Marina,

Relembrar é sempre bom, pois assim somos capazes de pesar o que fizemos e, se preciso - e muitas vezes é - lutar para melhorar.

Foi muito bom ter passado por aqui durante 2009, que 2010 também o seja.

Grande abraço, e um bom ano.

ticoético disse...

Gostei muito dessa retrospectiva,é legal pra gente como eu,que chegou ao blog só em maio do ano passado e conheceu o "Do Fundo Do Mar" acho que em setembro,conheça um pouco mais a história do blog,enfim,belo.
abraço e um belo 2010.
ps: também gosto daquele outro blog,o palavras de papel,enfim,gosto como escreve (:

Mehazael disse...

Feliz ano novo (um pouco atrasado, é verdade, mas nem por isso menos verdadeiro)! É legal ver essa retrospectiva (ainda mais porque estive aqui durante toda essa produção, embora muitas vezes apenas como espectador), e espero continuar aqui para a próxima. Marina, continue nos brindando com seus textos cheios de emoção e sentimento. Então, aproveite bastante essas férias, se tiver. hehhe
Beijão e, uma vez mais, feliz ano novo!

disse...

Sei que li praticamente todos :D

Larissa Bohnenberger disse...

Fazer essa análise daquilo que se escreveu, o que foi fonte inspiradora, o sentimento envolvido em cada linha, é muito bom, muito positivo.

Vamos ver quais serão as palavras reservadas para 2010.

Bjs!

Rodrigo. disse...

próxima parada: ABL
só precisa um pouco mais de tequila, beatles e vinicius de moraes haha =)

Rodrigo. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marina disse...

Hhahauhua! Só tô dispensando a tequila, por enquanto.