domingo, 4 de julho de 2010

Quando...

— Então, desceu do pedestal?

— Pedestal?

— Sim, veio ao mundo dos mortais.

— Só porque eu estou ficando com um cara?

— Não, porque você está gostando dele. E correndo atrás.

— Eu não estou correndo atrás dele.

— Tô dizendo que você está tentando fazer dar certo.

— Era para fazer dar errado?

— Não, mas você nem sempre se importa.

— Bom, desta vez é diferente...

— Eu sei. Só tente não sofrer demais quando acabar, certo?

— Certo.

"You can learn how to play the game
It's easy"


Imagem: Stock.XCHNG

11 comentários:

Leila disse...

E como se faz isso? Não acho nada fácil aprender esse jogo...

R. disse...

Se conseguir me ensina :-)

Nada fixo. Nada permanente. Assim é a vida. Mas que seja eterno enquanto dure.

bjos

**

Alisson da Hora disse...

Há um momento em que se perde a paciência com jogos desse tipo. Mas, vai que ela volta depois?

...

Rebeca Amaral disse...

HAHA, como se fosse fácil, né?
relacionamentos não são joguinhos manipuláveis. longe disso. bem longe.

bjs

Bruno Portella disse...

Aparece e explica agora!

disse...

Que cruel a penúltima frase da conversa

Luciano A.Santos disse...

Eis a questão: conseguir fazer não doer tanto quando acabar...

Essa é difícil.

Grande abraço.

Dalleck disse...

A vida é só um jogo em que todos correm tanto por algo e no final, só querem voltar atrás.

Renato disse...

isso tem uma cara muito conhecida pra mim...

sim, estou tentando voltar. aliás, começo a faculdade em agosto :)
é de letras, então quem sabe me ajuda!

:*!

Tyler Bazz disse...

Otimismo amoroso, a gente vê por aqui.

(eu sei, eu sei. realismo)

Ygo disse...

Cute