segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Insanidade

Difícil mesmo é decifrar vontades e diferenciá-las daquelas obrigações que se faz tanto que se termina achando que se gosta. Somos mais felizes ou infelizes sem saber? Os pensamentos que ora rondam a minha cabeça não fazem muito sentido. E, mesmo com toda a lógica das palavras, nem mesmo o que eu falo ou escrevo faz o menor sentido.
Às vezes, me sinto um louco que foi privado do manicômio. Ou que foi privado da própria loucura, seu maior vício.

"Deixa a minha insanidade, é tudo que me resta
Só na minha voz não mexa, eu mesmo silencio"

20 comentários:

µαri disse...

[tapa na cara]! *_*

tati_nanda disse...

uaaauuu
adorei!!
direta,e sincera!!
:**


http://zonzobulando.blogspot.com/

disse...

O problema é justamente o pensar
As vontades são somente sentidas :D

Roberta disse...

Uiii, que TUDO!
Você escreve muito BEMMM! xD

Beijos

Fábio Plumari disse...

Fiquei sem palavras.

=D

sou seu fã.
mesmo.

beijos

Luciano A.santos disse...

Eis a questão: somos mais felizes ou infelizes sem saber?

Belo texto.

Grande abraço e boa semana.

denise rangel disse...

Oi, Marina
Obrigada pela visita.
Lindas e verdadeiras palavras.
beijo, menina

tati_nanda disse...

todas amamos o michael!!

Leila disse...

Pra mim fez muito sentido.
"...me sinto um louco que foi privado do manicômio. Ou que foi privado da própria loucura" achei genial!

Magna Santos disse...

Marina, esse estranhamento de si mesmo...quando o sujeito anda, vai adiante, depois não reconhece as próprias escolhas. Creio que é próprio do humano, ao menos, uma vez ou outra, não sempre, não usual, aí é outra coisa. Se for usual, bom parar, talvez, e voltar. Não pro manicômio, mas para o começo.
Beijo.
Magna
Obs.:estava sentindo sua falta em Sementeiras. Obrigada.

Rebeca Amaral disse...

todos nós somos loucos.
o mundo é um manicômio à céu aberto.
não se preocupe.
beijos.

Alexandre Olsemann disse...

isso é bom. os maiores escritores viviam na insanidade e no caos.

Debs. disse...

Olá, tudo bem?
Muito bom o texto. Prefiro ser infeliz e saber do que viver sem saber. Mas não que eu fique exatamente infeliz.
Enfim.
Beijos

Alisson da Hora disse...

Me sinto absolutamente assim. O problema é que não lembro mais o que eu era pra tentar voltar.

Por que você faz poema? disse...

A loucura faz parte de mim,
toda minha razão reside nela.

Grafite disse...

está taaao lindo!
perfeito...

beiijo,
*.*

Laurinha . disse...

ai, direto e muito bom . (:

Gabriela disse...

Um louco varrido por seu maior vício.
-

Lindo! (:

Ygo disse...

E quando a loucura está atrelada à liberdade, como em mim, saia de perto. =)

Rayssa Macedo disse...

👏🏿👏🏿👏🏿