sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Mais

Se em 2010, eu vivi tanta coisa, em 2011, eu quero apenas mais. Mais carnavais tão divertidos como os passados, um pouco mais de amor sem muitas palavras. Quero continuar vivendo do meu trabalho, quero nunca desistir. Quero também tirar mais dias para não me pertencer, para tirar umas férias de mim, para apenas fechar os olhos e deixar o relógio girar um pouco sem minha ajuda.
Quero aprender mais, de odontologia, de idiomas, de dança, de música. De vida. Não desejo entender tudo, apenas o necessário para fazer sentido. Quero caminhar, se puder, sem medo, sem mentiras. Sem figuras de linguagem. Livre. E, assim, ter mais momentos para lembrar. E para escrever, sem medo de páginas em branco. Quero viver de me encontrar desencontrando e depois ver a luz além da escuridão.
Quero voar sem asas, viajar, conhecer gente, coisas novas. E amigos, os melhores. Quero não me deixar dominar por preconceitos. Quero não me deixar dominar pela minha eventual insensibilidade. Quero não deixar morrer minha juventude, apesar das velas apagadas. Quero não me deixar abater pelas injustiças da vida.
Quero tanta coisa, que um ano apenas não seria suficiente. Mas, sem pressa, pois estamos só começando. E esses são apenas planos. Nada mais que sonhos.

Só não tenho pretensões de ir a um show melhor que o de 2010. Aí já seria demais.


"People say I'm lazy dreaming my life away"
#MemeDasAntigas: Dia 31/12 - E 2011?

Imagem: GettyImages

7 comentários:

Larissa Bohnenberger disse...

Que tudo isso que você espera, que todos esses sonhos se realizem! Só realmente não vou lhe desejar um show melhor em 2011, porque é impossível. Mas no resto, que tudo seja melhor!

FELIZ ANO NOVO!!!

Super beijo!

Bruno Malveira disse...

Maaaaa!

Esperei o último dia pra deixar o meu comentário de tudo que você botou aqui nesse mês. :P

Achei sensacional esse estilo de retrospectiva, me fez perceber que muitas coisas que acontecem comigo não ficam marcadas em um ano. Como eu não costumo associar acontecimentos a anos, nem a escrever sobre essas coisas, muitos momentos ficam na memória sem a informação temporal. Sei lá se isso é importante, também.

O que eu percebi é que eu até consigo lembrar de algo que eu descobri em 2010, ou que eu quase fiz, ou que eu tentei, ou (talvez) quais foram meus melhores ou piores dias do ano, mas não são coisas que eu vejo como coisas que aconteceram em 2010, são apenas coisas que aconteceram.

Talvez escrever seja bom pra dar um contexto temporal pra essas coisas. Quem sabe um dia, né?

Que 2011 seja um ano melhor, não porque esse foi ruim, mas porque a gente sempre quer melhorar mesmo. Nos vemos em março pra comemorar a vida!

Beijooos!

Eduardo Trindade disse...

Gostosa retrospectiva, guria!
Que cada um dos dias que vêm pela frente nos traga seus motivos para sorrir.
Abraços grandes!

Jessika disse...

Olá Marina,

Deixei uma surpresinha para você lá no www.acormaisdoce.blogspot.com.
Beijos!!!

Leila disse...

Quando leio suas palavras me encho de paz, concordo com todas elas e, ainda que raramente contexte, tenho sede de ler mais e mais. São lindas, verdadeiras, parecem banhadas de brisa de mar mesmo, com um `quê` de natureza a ser explorada. Adoro a maneira como me sinto quando passo por aqui! Obrigada, viu?! ótimo 2011! Beijos!

JAIRCLOPES disse...

Teu espaço é uma pérola entre as toscas pedras que a mediocridade espalha na blogsfera. Os leitores só têm a ganhar com um blog tão interessante. Parabéns pela bela alma que você tem.

rayssa disse...

Texto perfeito!!!!