quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O bom de 2010 foi...

... Abrir a agenda, ler as anotações, os pensamentos, as letras de músicas, os meus comentários sobre os livros que li, os filmes que vi, ver as fotos dos melhores momentos do ano. E perceber que foi um ano significativo e que não apenas passou por mim, sem deixar nada para o futuro. Iniciei muita coisa em 2010, muita coisa importante que vai continuar nos anos seguintes.
Foi o início de amizades valiosas; pessoas sem as quais não consigo mais me enxergar hoje. E o início de promissores projetos de amizade. Foi o ano em que voltei a dançar, o que cada dia mais me traz uma felicidade infinita, nos meus pequenos progressos. Foi também o ano em que comecei a minha especialização, onde consegui fazer parte de uma das melhores turmas que poderiam existir. Ano de aprender mais sobre o que eu escolhi fazer da vida. Foram novos projetos, sonhar com a reforma do meu consultório, implantar mudanças que jamais esperei conseguir. Ano de ir ao primeiro congresso de ortodontia da vida e admitir que adoro tudo aquilo, que faço o que gosto.
Foi o ano de uma das melhores viagens da minha vida, com amigos, com degustação de cerveja, com parques de diversões, com conhecer pessoalmente um dos meus mais queridos amigos. Foi o ano da realização do sonho de ir ao show de Paul McCartney. Foi o ano do melhor carnaval, das melhores festas estranhas, das melhores histórias que ficaram pra posteridade.
E agora, 2010 se despede. Foi uma bela performance.


#MemeDasAntigas: Dia 29/12 – O bom de 2010 foi...

8 comentários:

Frederico Toscano disse...

Já eu me despeço de 2010 com bem pouca saudade. Como um amante equivocado, um caso disparatado, algo que jamais fez parte de você que você se sente feliz de estar fora da sua vida.

http://oblogdareclamacao.blogspot.com/

Bruno Portella disse...

Eiii!

Que delícia esse pedacinho de texto. Outras oportunidades virão, Mary! Beijo de cá! E um lindo Ano Novo se não nos falarmos.

Camila disse...

Que sorte a sua, hein, moça! Meu ano foi uma titica! hahahaha


Beijos daqui...

Silvia Azevedo disse...

A sensibilidade em palavras... :)

Carla Diacov disse...

hei, marina,
)sem querer rimar, juro(
machuquei minha narina
quando te farejei no PAREDRO
)casos de monitores mudérnos!(
e aqui vim te cheirar,
)mó respeito(


enfim...


a
tanto de menina em coisa de colher...


fiz meu bouquêt!


)de qualquer forma,
obrigada...
pintou-me de outras claves minhas ansias...)(
uma hora te digo....



obrigada menina-poeta!

linda de trocar os pulsos...


ninguém sabe quem era o da direita!

beijo.

Larissa Bohnenberger disse...

Como é bom quando no final das contas conseguimos contabilizar tantas coisas boas que já nem lembramos mais das ruins, né?

Bjs!

Jessika disse...

Tem uma surpresa pra vc lá no meu blog: www.acormaisdoce.blogspot.com

Espero que goste!!!

Suzana disse...

mari,nada me fez tão feliz hoje q ler este texto, continue amando a vida e q Deus esteja sempre ao seu lado bjs