sábado, 4 de outubro de 2014

Nada mudou


Mesma insônia
Mesmo quarto
Mesmo travesseiro
Mesma janela
Mesma espera
Mesma esperança
Mesma ausência
Mesmo vazio
Mesmo nada
Nada mudou
E tão diferente
Sentimentos diferentes
Perda
Perdida
Perdão
Tudo diferente
Nada mudou.



Imagem: GettyImages

3 comentários:

Heloisa disse...

Hoje estava ouvindo uma música e me lembrei de você. E era música da Sandy, do novo álbum... Seu poema me lembrou disso agora :(

Carol Rodrigues disse...

Conheço muito bem esse sentimento =/

Winnie Affonso disse...

Poucas coisas são tão difíceis de lidar como quando tudo continua do mesmo jeito enquanto nosso mundo particular tá de cabeça pra baixo.
Me identifiquei muito com isso que vc escreveu.