sábado, 20 de fevereiro de 2016

Fica a música

Fica a música. Mesmo quando se vão os momentos, juntamente com ele, que deles fez parte. Momentos não voltam; as pessoas poderiam. Deveriam ficar. Mas passam como folhas ao vento, uivando um lamento do que deveria ser uma melodia alegre. E vão embora. A música chora, mas fica.

E aqueles acordes, que tocávamos de brincadeira, tomam um significado totalmente novo. Se era antes um canto qualquer, vira melancólica trilha sonora de um final infeliz. E gruda, como óleo na pele, chiclete no sapato; quando menos se quer ouvir, aí que ela toca nas profundezas do hipotálamo, ecoando na alma. A revolta: se ele se foi, por que não a levou junto?

Mas então, o momento passa. As lembranças já não doem, fica só a leve nostalgia. E a melodia, sempre ela. Mas agora, outra vez, uma canção que só traz coisas boas. Agora, outra vez, apenas música.

"Take a sad song and make ir better"


Microconto que participou do concurso de microcontos do Entrecontos.

3 comentários:

Rebeca Maynart disse...

Que texto lindo. Amo a tua intensidade e como a música sempre está presente em suas palavras.
O que escreve é como uma bela melodia que toca naturalmente, as palavras fluem. Gosto demais <3
Lindo mesmo.
Um beijo!

Marina disse...

Rebeca, eu amo música. Eu simplesmente não consigo desvencilhar as duas artes, então tento sempre colocar um pouco de música em tudo que eu escrevo. Às vezes, dá certo.

Obrigada pelo carinho. <3

Isabella de Paiva disse...

ai que texto maravilhoso, simples mas que toca tanto a gente.
no fundo é isso. Essa evolução da mágoa para um "carinho" é sempre muito linda e necessária.

Beijos,
Isabella
The Urban Trends